“Minha Despedida” – Uma carta de Mary MacKinnon

Foi lá, no interior do Paraná, no meio do nada, que o casal Gordon e Mary MacKinnon, guiado por Deus, se instalou. O casal norte-americano obedeceu ao chamado de Deus em vir para o Brasil e acabou por participar da colonização da cidade de Altônia ( Região noroeste do Paraná).

A postagem de hoje é uma homenagem nossa, à uma Mulher muito especial. Mary MacKinnon. Nascida em 09/06/1919 na cidade de Meridian, Mississipi – EUA, Mary viveu por 94 anos. No último dia nove (09/10/13), foi se encontrar com o nosso Deus! 

Foi em meio ao desconhecido,  no distrito de Xambrê – PR, que o casal MacKinnon abriu sua casa seu coração para auxiliar/discipular os trabalhadores de outros estados que migraram para a região deserta, que hoje é a cidade de Altônia. Ligada ao começo desta cidade, está a participação deste casal, que trabalhava para investir em recursos sociais à comunidade que por ali crescia .

Em sua própria varanda, com pouquíssimo domínio sobre o português, o casal MacKinnon começou a discipular os trabalhadores rurais da região. E, ali nascia a Igreja Evangélica Betânia.

Muito foi feito através deste casal. A primeira linha de ônibus que começou a passar por aquela região, foi fruto de pedidos e disposição do casal MacKinnon, que aceitou como condição para que isto acontecesse, hospedar em sua própria casa, os motoristas que passassem por ali.

O desejo por ajudar ao próximo, fez nascer também, a COLAB (Colaboradores do Brasil – Fazenda que investe seus recursos no auxílio de orfanatos, ONGS, seminários etc.), local onde permaneceram até o fim de suas vidas.

Poderíamos fazer uma matéria inteira relembrando este casal, falando sobre Mary MacKinnon e frizando o quanto colaboraram para a cidade de Altônia e para a vida dos que os cercaram ou conheceram. Mas a postagem de hoje consiste em compartilhar uma carta. Não uma simples carta, mas a carta que foi escrita pela própria D. Maria para ser lida, no dia de seu velório. E assim foi feito!

Leia em seguida as palavras de uma mulher que entregou sua vida para Deus, e trabalhou para ele até o final de sua vida, aos 94 anos! 

“MINHA DESPEDIDA

Queridos, agradeço sua presença aqui hoje, mas realmente, eu não estou. Neste caixão é meu corpo, mas a D. Maria verdadeira, meu espírito, está junto com meu amado Salvador Jesus e vendo as glórias do céu.

Prefiro, em vez de dizer adeus, dizer até logo, com a certeza que você também tem Jesus Cristo como seu Salvador e que vamos nos encontrar de novo lá no céu. Hoje, em vez de ter tristeza, deveria ter uma alegria muito profunda, regozijando comigo esta viagem tão preciosa. Durante minha vida Jesus sempre cumpriu suas promessas para mim, e cumprirá para vocês também.

Agora eu posso concordar com Paulo, o apóstolo, que afirmou que para ele sair e estar com Cristo era melhor do que viver aqui no mundo. Então, irmãos e irmãs, até logo, até  nos encontrarmos lá no céu um dia.  Mary Mackinnon.”

“Hoje ela seria como uma semente que caiu na terra e ira produzir frutos… Mas para nós, que conhecemos e vivemos ao seu lado, sabemos que sua vida foi uma constante semeadura e os frutos já estão crescidos, para todos verem… Nós fazemos parte destes frutos… A Deus seja a Gloria!” – Eder Doneda Orcesi (Pastor da Igreja Evangélica Betânia de Altônia-PR)

Dna. Maria, como era conhecida, foi um exemplo a todos que a conhecerem. Fé, humildade, oração, amor, paz, simplicidade, piedade… estas são poucas das palavras que a descrevem.

“Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos.”

Salmos 116:15

* A carta acima foi publicada com o consentimento de Robert James MacKinnon, filho de Mary Mackinnon.

 Leia um dos artigos de Mary MacKinnon:

Santificação e Ação – Mensagem da Cruz, 1980.

 

 

 

Compartilhar

11
out 2013
POSTADO POR
POSTADO EM Geral Mensagens Missões
COMENTÁRIOS 0 Comments

Junta de Missões Betânia (JUMIB), você conhece?

O Que é a JUMIB?

A JUMIB é um ministério da Missão Evangélica Betânia que tem como finalidade, viabilizar ações missionárias transculturais. Seu propósito é evangelizar e fazer discípulos entre os povos menos evangelizados do mundo. A JUMIB acredita ser esta sua parte na grande comissão. Sua área de atuação inclui recrutamento, seleção, preparo, treinamento, envio, e assessoramento de missionários transculturais. Estão envolvidos também em, organizar e dirigir programas de treinamento para missões transculturais, mobilizar e incentivar a igreja evangélica para fazer sua parte em Missões. Geralmente desenvolvem os projetos missionários em parcerias com igrejas evangélicas e entidades missionárias comprometidas com o Reino de Deus.

Campos Alcançados

Senegal

Em 1995, a JUMIB abriu um trabalho na cidade de Dakar, onde tem trabalhado com implantação de igrejas, crianças em área de risco, treinamento de obreiros, evangelização e desenvolvimento comunitário. Hoje conta com uma “casa abrigo” na cidade de Dakar, que acolhe, ensina, treina e desenvolve competências em rapazes oriundos do islamismo e que viviam nas ruas pedindo esmolas. Para que esses rapazes, hoje renascidos em Cristo, tenham uma vida digna e experimentem a restauração de Cristo em todas as áreas de suas vidas. Este projeto inclui uma churrascaria, que oferece emprego e melhores recursos a esses rapazes e constrói uma igreja forte com recursos locais no Senegal.

“Projeto Águas no Deserto” – Uma doação inteiramente inspirada por Deus faz surgir uma nova oportunidade! Em uma região onde as crianças crescem com fome, sem alfabetização, sem sonhos para o futuro, este projeto consiste em alfabetizar e alimentar as crianças que vivem às margens do Lago Rosa. A oferta comentada acima foi o pontapé inicial para a construção de uma escola com suporte para 90 crianças.

Saiba mais sobre este ministério. Clique no link abaixo.

Missão Betânia em Dakar 

Paraguay

Os missionários da JUMIB que atuam em Assunção, além da evangelização, trabalham na preparação de missionários, formação de pastores, assistência social e com ensino fundamental na “Escuela Cristiana”. Também contam com o projeto “Angel Del rio”, um barco que visita os povos ribeirinhos e comunidades indígenas, dando-lhes assistência médica, odontológica e atendendo as necessidades de um modo geral.

Entre as pessoas que recebem o auxilio deste trabalho, estão famílias que são marginalizadas e esquecidas. Vivem da pesca e da caça, alguns plantam mandioca e outros feijão, o que garante a estes, a sobrevivência!

Saiba mais sobre este ministério. Clique no link abaixo.

Missão Betânia no Paraguay 

Índia

A Índia é um país altamente idólatra. Entre seus milhares de deuses, estão as vacas, ratos etc.

Além da idolatria, a prostituição se inicia cedo na vida das meninas. Crianças são aliciadas com a idade entre 4 e 10 anos. Em muitos casos, são vendidas pelos próprios pais (os valores são baixos e, na maioria das vezes, são para se a alimentação)! Na prostituição elas permanecem para sempre, sem esperança, sem dignidade (a menos que sejam resgatadas por entidades cristãs, ou algo assim). 

Leprosários são ocupados por pessoas abandonadas pela sociedade. A equipe da JUMIB desenvolve trabalhos de evangelização, assistência social e ambulatorial com estas pessoas (portadoras de hanseníase). Trabalha também com saúde gratuita a população e em parceria com orfanatos etc.

Por motivos de segurança, a JUMIB não oferece muitos detalhes sobre seu ministério na Índia. Para maiores informações, entre em contato direto com a junta. Clique aqui.

Bolívia

Na Bolívia o aborto, o abuso sexual infantil, o alcoolismo entre jovens e adolescentes, a gravidez na adolescência (estima-se que cada hora três adolescentes engravidam em toda a Bolívia), entre outros, são problemas sociais que têm interrompido a vida de milhares de pessoas!

O trabalho na Bolívia visa discipular, mobilizar a igreja nacional, tanto as associadas como as igrejas independentes, para evangelizar e semear igrejas produtivas entre os 16 grupos menos alcançados. A Equipe que atua na Bolívia trabalha nas seguintes áreas: Centro integral de Crianças, Seminário Móvel, Discipulado, Pastoral, Orientação Social, Escola de Discipulado e o Centro Boliviano de Desenvolvimento Integral e PROIJAD (Programa de Orientação Integral a Jovens e Adolescentes).

Recentemente, estão junto à secretaria de saúde do município e a Asociacao Adefiva e PESIP, trabalhando na intenção de entrar nas escolas e dar palestras sobre educação sexual e prevenção ao abuso sexual infantil!

Trabalham também com a iniciativa de imprimir um livro infantil que trata destes mesmos temas.

Saiba mais sobre o trabalho na Bolívia. Clique aqui.

A JUMIB também conta com um projeto no Sudão. Nada se divulga a respeito deste. Isto acontece por questão de segurança dos que lá atuam.

Participe

Um convite especial da JUMIB, para você:

“Temos como objetivo levantar um exército de intercessores que estejam comprometidos a se colocarem na brecha pelos missionários, projetos e situações do campo transcultural.

Se você tem um compromisso com Deus e com os povos não alcançados, tem entendido seu chamado a interceder e gostaria de receber informações periódicas sobre os acontecimentos no campo missionário, gostaríamos de nos compreender com você e firmamos essa parceria missionária. Estamos certos do agir de Deus. O Reino de Deus avança quando a igreja está de joelhos dobrados!”

Caso você tenha se sentido encorajado a participar deste exército, clique aqui.

Mais Sobre a JUMIB

SEDE – Campinas

Ao longo desses anos de caminhada, o Senhor da seara tem os abençoado e capacitado para obedecer a Sua vontade. Em 2008, com a graça de Deus, a JUMIB deu um importante passo em sua caminhada: A obtenção de uma sede própria em Campinas! Um local dado por Deus, que hoje possibilita uma maior recepção e cuidado com os missionários que retornam, temporariamente, do campo. É também um local de treinamento e preparação para novos envios.

Apoio aos Missionários

No reino de Deus não existe “autonomia missionária”. Um missionário não pode ser independente. É como a brasa fora do braseiro. Precisamos uns dos outros, e é essa interdependência que nos fortalece.

O missionário “autônomo” não tem credibilidade em solo estrangeiro, tornando impossível um trabalho que já é difícil.

Filiado a uma junta, ele tem o respaldo de uma organização que responde por ele com toda a assessoria contábil e jurídica. Conta com uma equipe que lhe serve de ponte com os mantenedores, igrejas, intercessores e parceiros.

Acesse o site da JUMIB e fique por dentro das novidades, fotos etc.: www.jumib.com.br 

Compartilhar

Conselhos Para Um Missionário – Ronaldo Lidório

Dando uma “passeada” por nosso Blog, encontramos um artigo e decidimos que, devido a importância de seu conteúdo, somado à praticidade do mesmo, ele deveria ser publicado novamente! A matéria foi postada em novembro do ano passado. Alguns ajustes foram feitos e, pronto, aí está!

Trata-se de 10 pontos elaborados por Ronaldo Lidório com  importantes dicas que servirão de auxílio certeiro na vida dos que assim como ele, optaram (ou estão no processo) por renunciar seu conforto para levar a mensagem do Evangelho aonde Deus mandar.

Segue também um breve vídeo com o testemunho de Makandá Mebá, um homem da tribo Konkomba – Gana- que foi alcançado pelo Evangelho a partir do trabalho da família Lidório.

 Conheça o Autor

Pastor Ronaldo Lidório é casado com Rossana, e com o apoio dela e de seus dois filhos, Vivianne e Ronaldo Junior, atualmente,  lidera uma equipe missionária na Amazônia.

Ronaldo é bacharel em teologia, habilitado em missiologia e pós-graduado em antropologia cultural e intercultural. Acompanhado por sua família atuou por nove anos na África implantando igrejas, desenvolvendo projetos sociais, além de traduzir o Novo Testamento para a língua Limonkpeln, de Gana.

Além de pastor e missionário, Ronaldo é também escritor, e entre seus 15 títulos, 4 foram publicados em parceira conosco. São estes: Missões – o Desafio Continua; Com a Mão no Arado; ÁFRICA – A Alegria Vem Pela Manhã; e Liderança e Integridade.

O pouco que conhecemos Ronaldo Lidório nesta postagem, nos faz concluir que, ele, e toda sua família, já obtiveram uma rica experiência missionária. Seu exemplo de vida certamente enche de alegria o coração de todos os que zelam pela divulgação do evangelho, e principalmente, o dos que são alcançados por estas boas novas. 

 —

Conselhos Para Um Missionário

1. Cuide de sua vida com Deus. Cuide bem de sua vida pessoal, especialmente de sua vida com Deus. Não negocie os momentos devocionais diários, mesmo debaixo das pressões do campo e do ministério.

2. Priorize a família. Não é segredo que a família é a instituição mais atacada em nossos dias. Priorizá-la tem sido uma ordem amplamente repetida, porém pouco praticada. De forma simples, priorizar a família é dedicar tempo e atenção à mesma.

3. Tenha um modelo de descanso. Normalmente a agenda missionária não é linear, portanto, poucos conseguem desenvolver uma rotina semanal. Se retirar um dia de descanso por semana não é um modelo viável em seu caso, use outros. O modelo de Cristo era de se engajar intensamente com o ministério e depois desengajar por um tempo para se refazer. É necessário ter um modelo de descanso.

4. Mantenha relacionamentos saudáveis. O relacionamento é possivelmente a melhor ferramenta de trabalho no universo missionário. Não se envolva com conflitos desnecessários e tenha em mente que manter um bom relacionamento com sua equipe e com o grupo-alvo determinará, em boa medida, o rumo do seu ministério.

5. Siga sua visão e chamado. Envolver-se com tudo é a melhor receita para nada concluir. Tenha uma visão clara e um ministério definido. Projete o que você, de acordo com sua visão e chamado, gostaria de ver concluído em 5 ou 10 anos.

6. Organize-se. Tenha um projeto ministerial bem definido e, preferencialmente, por escrito. Tenha clareza de alvos, estratégias e atividades. Liste as atividades em sua agenda, separando-as por mês e por semana. Faça listas diárias – se for de ajuda – e revise, sempre, a relação do que precisa ser feito.

7. Administre as críticas. A única forma de não ser criticado é nada fazer. Portanto, saber administrá-las é essencial para o missionário. Algumas dicas: (a) Não a jogue fora. Mesmo a que é formulada ou comunicada carnalmente pode conter uma verdade sobre a sua vida; (b) Não durma com a crítica. Após avaliá-la perante o Senhor, use o que for proveitoso e se desfaça dela. A crítica guardada por períodos prolongados desenvolve a capacidade de gerar profunda ansiedade na alma; (c) Não se torne um crítico. As pessoas mais críticas que conheço foram muito criticadas no passado.

8. Não faça de sua casa um lugar de refúgio. Aprender uma língua e uma cultura, plantar uma igreja ou desenvolver um projeto social, requer relacionamento com o povo local. Gaste mais tempo com o povo do que com sua equipe. Limite o tempo no computador e tenha uma rotina diária fora de casa.

9. Trabalhe enquanto é dia. Missionários tendem a deixar seus campos sem aviso prévio. As causas vão desde enfermidades, vistos, educação dos filhos, até outros fatores imprevisíveis. O tempo que você tem no lugar que Deus o colocou é, portanto, preciosíssimo. Use-o com sabedoria e intensidade.

10. Mantenha seu coração ensinável. Sempre temos muito a aprender e, às vezes, com a pessoa mais improvável. Leia, converse, participe de cursos e encontros, reflita sobre o que vê e ouve. Um coração ensinável aprende mais de Deus e não comete duas vezes o mesmo erro.

 —

Fonte: www.ronaldo.lidorio.com.br

Adaptação: Blog Editora Betânia

Compartilhar