Você Ainda Está Preso ao Egito?

O povo de Israel, depois de 400 anos de escravidão, finalmente, foi liberto do Egito. Mas, será que o Egito os libertou? Basta conhecer um pouco da história, que começa no livro de Êxodo, para sabermos que, a resposta, é não!

A postagem de hoje é uma breve meditação escrita pelo pastor e psicólogo, Marcelo Aguiar. Com leitura simples e agradável, este texto lhe fará meditar sobre o perigo de nos mantermos “presos ao Egito”. Você ainda está, de alguma forma, preso ao Egito? Descubra!

Boa leitura!

 

Tirando o Povo do Egito

“Um bando de estrangeiros que havia no meio deles

encheu-se de gula, e até os próprios israelitas tornaram

a queixar-se, e diziam: Ah, se tivéssemos carne para

comer! Nós nos lembramos dos peixes que comíamos

de graça no Egito, e também dos pepinos, das

melancias, dos alhos porós, das cebolas e dos alhos.

Mas agora perdemos o apetite; nunca vemos nada,

a não ser este maná!” (Números 11.4-6.)

No Egito, a vida dos israelitas era terrível. Eles foram escravizados por quatrocentos anos. Não possuíam bens, nem direitos, nem dignidade. Deus, na sua misericórdia, colocou-os a caminho da Terra Prometida. A princípio todos ficaram felizes, mas depois começaram a reclamar. A vida como homens livres lhes pareceu difícil demais.

Parece que o mesmo acontece com muitos cristãos. Eles foram libertos do pecado, mas continuam pensando como cativos. A verdade é que viver como escravo é muito fácil: basta contentar-se com pouco. Parece incrível, mas é possível sentir saudades da antiga vida e trocar o maná da liberdade pelas cebolas do cativeiro.

A Bíblia diz que a geração do Êxodo morreu no deserto. Eles haviam saído do Egito, mas o Egito não havia saído deles. Canaã acabou sendo conquistada pelos que nasceram no Sinai e se acostumaram às exigências da liberdade. E quanto a nós? Suspiraremos pelas comodidades da escravidão? Invejaremos aqueles que não têm compromissos, mas que também não possuem sonhos nem paz?

A mentalidade de escravo é algo a que não podemos nos acomodar. Moisés, entretanto, descobriu que era mais fácil tirar o povo do Egito do que o Egito do povo. Lembremo-nos de que nossa vida é uma jornada rumo à Canaã celestial. Deus está nos conduzindo à felicidade eterna e, a cada dia, tirando o mundo de dentro de nós. Aprendamos a lutar, a perseverar e a vencer. Essa é a verdadeira liberdade.

Oração

Senhor, quero que me ajudes a não olhar para trás. Capacita-me a não desanimar face às provações, e retira de mim tudo que não é do teu agrado. Por Jesus. Amém.

 —

Autor: Marcelo Aguiar

Fonte: Aos Pés do Mestre

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>